Albuquerque segunda-feira no Hospital na apresentação de projecto de apoio psicossocial

O presidente do Governo Regional vai presidir, na segunda-feira, dia 5 de Novembro, pelas 12 horas, à apresentação do Projecto – Equipa de Apoio Psicossocial (EAPS), integrado no Programa Humaniza da Fundação La Caixa, num evento que se realizará na sala de conferências do Hospital Dr. Nélio Mendonça.

Reuniões de trabalho e outras actividades para implementação e divulgação deste projecto principiaram este mês junto dos profissionais de saúde no SESARAM e na comunidade. Neste momento, decorre o período de formação das equipas e a ida para o terreno deve acontecer no final do mês de Novembro, refere o GR.

Com estas equipas no terreno, estima-se que, por ano, cerca de 250 doentes e 500 familiares sejam beneficiados com este tipo de apoio, diz o gabinete da Presidência.

O Serviço de Saúde da RAM, através da Unidade de Cuidados Paliativos, foi uma das dez unidades do país seleccionadas para a constituição de uma Equipa de Apoio Psicossocial (EAPS), no âmbito do Programa Humaniza da Fundação La Caixa, um projecto que visa reforçar o apoio a pessoas com doenças avançadas.

Este Programa Humaniza da Fundação La Caixa principiou em Espanha em 2009 e tem alcançado resultados muito positivos no apoio aos doentes em cuidados paliativos e seus familiares, pelo que agora foi alargado à Região com vista a alargar os seus benefícios a todos os cidadãos portugueses.

A iniciativa EAPS pretende complementar a resposta oferecida às necessidades dos doentes e dos seus familiares no que concerne às exigências específicas de apoio psicossocial e espiritual, bem como de acompanhamento no luto e apoio às equipas de profissionais que cuidam de pessoas com doenças avançadas e as suas famílias.

A EAPS é constituída por dois assistentes sociais, um psicólogo a tempo inteiro e outro a tempo parcial. Concluído o processo de integração e de formação, esta equipa passará a intervir prestando apoio psicossocial, espiritual e no luto aos doentes referenciados aos cuidados paliativos e seus familiares, bem como apoio aos profissionais das equipas de saúde que os acompanham.

O Programa Humaniza dispõe de uma direcção operacional e uma direcção científica, que são responsáveis pelo acompanhamento da implementação do projecto, avaliação de procedimentos, resultados, prestando apoio científico, metodológico e de gestão, para além de zelar pela correcta aplicação do modelo de apoio psicossocial e espiritual, refere o Governo.