Proteção Civil do Porto Santo lança “pacote” de recomendações à população para os ventos, chuva e agitação marítima

Porto Santo-Avisos APP SRPC

Face à passagem do furacão “Leslie” palo Arquipélago da Madeira, o Serviço Municipal de Proteção Civil da Câmara Municipal do Porto Santo emitiu, há pouco, uma nota com recomendações que visam a autoproteção da população numa perspetiva de prevenção, para os ventos e chuvas fortes, mas também para a agitação marítima.

VENTO FORTE

Feche portas e janelas e retire os objectos soltos que se encontrem nas varandas e peitorais das janelas;

– Sempre que possível, evite as viagens para as zonas afectadas por este tipo de situação meteorológica;

– Não circule por zonas com prédios degradados, devido ao risco de derrocadas.

– Preste atenção às estruturas montadas (andaimes, toldos, tendas, telhados), que poderão ser afectadas por rajadas mais fortes de vento, bem como a uma possível queda de árvores;

– Os riscos que representam, com estas condições, os percursos auto e apeados, sobretudo nas zonas montanhosas, vertentes expostas e zonas costeiras pelo que se aconselha cuidados especiais nas atividades durante o período em que vigora o aviso;

CHUVA FORTE

– Esteja atento aos avisos e recomendações das autoridades competentes, mantendo-se informado do evoluir da situação;

– Em caso de inundação no interior de sua casa por excesso de chuva, contacte os Bombeiros locais e/ou o Serviço Municipal de Proteção Civil do seu concelho;

– Ao conduzir nestas condições, reduza a velocidade, conduzindo com precaução devido a possíveis congestionamentos de tráfego. Tenha atenção aos lençóis de água que podem formar-se, não conduza ou estacione em zonas propícias a inundações;

– Tenha em atenção a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e a limpeza de inertes que possam ser arrastados;

– Tenha em atenção que as estradas podem estar cortadas ou condicionadas ao trânsito;

AGITAÇÃO MARÍTIMA

– Atendendo à forte ondulação, é de evitar circular nas zonas costeiras (falésias, escarpas, vias marginais, passeios marítimos, praias);

– Nas zonas em risco de erosão costeira, a população deverá tomar atenção à eventual afectação de edifícios (habitações, estabelecimentos comerciais, apoios de praia, etc.), localizados junto à costa ou próximo de praias;