Madeirenses de “ARMAS e bagagens” para Portimão

Armas passageiros
Ocorreu hoje mais uma saída do ferry para Portimão. Com muita gente. Foto Rui Marote

A operação “ferry” entre Funchal e Portimão continua em crescendo, a olhos vistos, ainda que objetivamente, apesar de números vindos a público através de “fontes”, não existam dados oficiais sobre o número de passageiros e veículos transportados, elementos que se consideram de interesse público em função da necessidade dos madeirenses saberem o funcionamento de uma ligação que cria enorme expetativa.

Hoje, ocorreu mais uma saída para Porimão e continuamos sem números. A visualização permite constatar que os madeirenses estão a aderir, para mais com os condicionamentos que o Aeroporto Internacional da Madeira está a registar há algum tempo.

A operação “ferry” continua envolvida em polémica, essencialmente pelo facto de a mesma ocorrer apenas em período de verão. O futuro poderá depender muito dos níveis de ocupação e só quando a entidade promotora decidir o momento da sua divulgação oficial é que ficaremos a saber se os números são ou não os esperados.