CDU considerou ontem ser necessário ir mais longe na defesa dos direitos dos idosos e dos reformados

A CDU Madeira realizou ontem uma iniciativa política regional na qual o coordenador regional, Edgar Silva, considerou que o País e a Região não podem continuar amarrados a opções e compromissos que limitam e impedem uma resposta estrutural aos problemas estruturais que geram mais pobreza e desigualdades sociais.

“É precisa outra política capaz de criar justiça social, com outra ambição social. E os idosos, reformados e pensionistas são uma multidão especialmente vulnerável onde se deverão começar por concretizar os objectivos de justiça social. O Orçamento para 2019 deverá já dar corpo a novas políticas de justiça social, com maior investimento público em lares, centros de dia e apoios directos na saúde e inclusão social”.