A Igreja da Praia da Luz… que foi notícia por causa do caso Maddie

Na vila piscatória da Luz, a 7 km de Lagos, no Algarve há uma igreja que apareceu na capa da imprensa internacional por causa do caso Maddie.

O desaparecimento de Madeleine McCann ocorreu na noite de 3 de maio de 2007 do apartamento onde tinha sido deixada sozinha com os seus dois irmãos.

O casal McCann era assíduo frequentador da igreja e até dizem que tinha a chave do templo, através de um padre anglicano que ali celebrava missas.

A Igreja da Luz de Lagos permanece igual…ou melhor, quase igual. O adro foi ladrilhado e, indiferentes à tragédia que aconteceu em 2007, ali saltam crianças a troco de 3 ou 5 euros.

A praia é uma das mais concorridas do Algarve sobretudo por turistas portugueses, espanhóis, ingleses, franceses e alemães.

A praia está dividida em duas partes, uma com areia fina e branca, característica da região do Algarve e outra com rochas calcárias onde é possível mergulhar.

A vila está pejada de apartamentos turísticos, pelas ruas e ruelas, fazendo lembrar a saudosa Matur.

A igreja de estilo manuelino está sempre aberta. Pelo menos foi assim que o Funchal Notícias a encontrou. No interior, uma pia baptismal que é uma raridade no Algarve.

Logo à entrada, panfletos em inglês sobre a história do templo.

De chinelos no pé e toalha de praia debaixo do braço, os turistas encontram ali um refúgio para as suas orações.