Acordo histórico em cimeira histórica com desnuclearização acertada

kimmmm
O aperto de mão histórico entre Donald Trump e Kim Jong-un.

O encontro, por si só, já era histórico. Agora junta-se essa classificação ao acordo entre os presidentes norte-americano e norte-coreano, em Singapura. Kim Jong-un não deixou dúvidas quando disse que as duas Nações, que estiveram de “costas voltadas” decidiram deixar o passado para trás e assinar um documento. O mundo verá uma grande mudança, disse Kim.

“Só os mais corajosos é que conseguem fazer a paz”, disse Donald Trump depois do encontro e do acordo firmado na ilha de Sentosa.

A desnuclearização e o repatriamento dos prisioneiros de guerra são assuntos que, segundo informações veiculadas na imprensa internacional, constam do documento. Trump já admitiu convidar Kim Jong-un para visitar a Casa Branca, deixando em aberto que esta cimeira é histórica, também, porque vai marcar decisivamente o futuro e a paz na Península da Coreia.