Semana Regional das Artes principia hoje no Funchal

 

Principia hoje, pelas 18 horas, a Semana Regional das Artes, com um espectáculo, pelas 18 horas, no auditório do Jardim Municipal do Funchal. Trata-se dum espectáculo com o qual se pretende celebrar o Ano Europeu do Património Cultural, através da trilogia “passado, presente e futuro das artes”.

Desta forma, pretende-se que o público reflicta sobre questões tão diversas como “Eu artístico versus eu formatado”,“o que pretendemos fazer com a arte?” ou “estaremos a preservar, a cuidar ou a destruir património cultural?”. Concebido como uma espécie de musical, apresentará uma simbiose entre as várias artes (música, dança, teatro e artes plásticas).

Participarão  80 alunos do 1.º ciclo do ensino básico e oito do ensino secundário, oriundos de cinco escolas da região (EB1/PE do Covão, EB1/PE da Vargem, Escola do Santo Condestável, EB1/PE de Visconde Cacongo e ES Jaime Moniz). A estes, juntar-se-ão alunos das actividades artísticas extra-escolares da Direcção de Serviços de Educação Artística e Multimédia e algumas formações artísticas desta instituição.

Já pelas 18h30, proceder-se-á à abertura da 19.ª Exposição Regional de Expressão Plástica “Terra à vista!”, na placa central da Avenida Arriaga.

Este ano a exposição foi programada no âmbito das Comemorações dos 600 Anos da Descoberta das Ilhas do Porto Santo e da Madeira (2018-2019) e, simultaneamente, do Ano Europeu do Património Cultural (2018). Trata-se dum projecto de intervenção pública, que ficará patente ao público de 11 a 17 de Junho na Avenida Arriaga.

A exposição resulta do trabalho efectuado na actividade de enriquecimento curricular de expressão plástica, com alunos das escolas do 1.º ciclo do ensino básico da Região. Pretendeu-se com este projecto promover o património local e regional como fonte de inspiração para elevar o potencial artístico dos alunos da Região e, paralelamente, sensibilizar toda a comunidade para a preservação de um bem comum, a sua cultura ao longo de seis séculos.

Programada para o espaço delimitado entre o Teatro Municipal Baltazar Dias e a Sé Catedral do Funchal, disposta entre as árvores, a exposição inclui, para além dos trabalhos das 76 escolas do 1.º ciclo do ensino básico, trabalhos de 16 escolas dos 2.º e 3.º ciclos e ensino secundário, com projectos de modalidade de Artes Plásticas – velas triangulares pintadas, numa clara alusão às caravelas dos descobrimentos – e por esculturas realizadas pelas 10 instituições de educação especial, alusivas a aspectos singulares do património cultural da Região.

Também às 18h30, actuará no palco da Avenida Arriaga o Ensemble de Percussão, que apresenta um repertório essencialmente dedicado à música latina, ao qual foi incluída uma viola baixo, com uma grande vertente de percussão corporal. Fazem parte da sua constituição nove elementos e a direcção artística é de Eduardo Fernandes.

À mesma hora, abrirá ao público a exposição “Corta&Cola”, na sala de exposições da Assembleia Municipal do Porto Santo, onde ficará patente até 17 de Junho.

Esta mostra inclui 90 obras executadas em três seminários de expressão plástica realizados nas escolas do 1.º ciclo do ensino básico do Porto Santo.