Historiador madeirense José Eduardo Franco recebeu ontem prémio juntamente com o físico Carlos Fiolhais

O historiador madeirense José Eduardo Franco recebeu ontem, dia 22, juntamente com o físico Carlos Fiolhais, o Prémio José Mariano Gago, atribuído às “Obras pioneiras da cultura portuguesa” e que visa distinguir trabalhos de divulgação científica. José Eduardo Franco e Carlos Fiolhais são os dirigentes deste projecto considerado meritório pela Sociedade Portuguesa de Autores, que atribuiu o prémio na sua sede, em Lisboa. O prémio consiste em 2500 euros. O júri, constituído por Rui Vieira Nery, Miguel Lopes e Elvira Fortunato, elogiou o trabalho por detrás desta obra que reúne “os nossos clássicos” e junta obras de áreas tão diversas como a botânica, a história, a medicina, a gastronomia, a geografia, o direito, a arquitectura, a química, a música, a engenharia e muitos outros assuntos.