Bruno de Carvalho diz que se tratou de “um caso de polícia”

Bruno
Bruno de Carvalho condena as agressões de Alcochete, diz que os jogadores estão tristes mas querem ganhhar a Taça de Portugal.

“Os jogadores estão tristes com aquilo que aconteceu mas querem jogar domingo”, disse Bruno de Carvalho à Sporting TV, reagindo às agressões a jogadores e treinadores, hoje em Alcochete.

O presidente do Sporting condenou os atos de violência, disse que o Sporting “vai agir em confromidade” e rejeitou qualquer envolvência da direção no sucedido, dizendo que não é o seu “modus operandi”. Afirma que “está a haver muito aproveitamento desta situação que está a acontecer ao Sporting.

“Isto é um caso de polícia”, disse o presidente leonino, relevando o papel das autoridades na detenção de quase todos os envolvidos. “O que os jogadores querem é estar seguros e o que nós queremos é ganhar a Taça no Jamor”.

Bruno de Carvalho apela aos sportinguistas para que se mobilizem, porque “a polícia está a fazer o seu trabalho”, diz ainda que “o crime faz parte do dia a dia e temos que viver com isso”.