ARM diz que greve rondou os 21 por cento, sindicato fala em 90 por cento

A ARM – Águas e Resíduos da Madeira afirmou hoje, em comunicado, que a greve mobilizada pelo SITE, sindicato associado da CGTP-IN, rondou os 21 por cento. Números que não batem certo com os que o sindicato avança, na ordem dos 90 por cento.

Os serviços da ARM, embora condicionados, funcionaram com normalidade, assegurando a prestação dos serviços essenciais à população, disse a empresa, que adiantou que já procedeu a um conjunto significativo de melhoria das condições de trabalho dos seus colaboradores, ao nível remuneratório, da redução do horário de trabalho, do aumento do número de dias de férias e do reforço da segurança e saúde no trabalho, continuando, como sempre esteve, empenhada num percurso de melhoria contínua e de valorização dos seus trabalhadores.

A ARM, tendo já celebrado em 2017 um Acordo de Empresa com dois sindicatos, permanece em negociações com o SITE para alcançar um acordo com o mesmo, nunca se tendo furtado ao diálogo nas 17 sessões negociais, realizadas desde o final do ano de 2016.