Museu de Arte Sacra com “encerramento incontornável” de 23 de abril a 7 de maio

Museu de Arte Sacra/Marote
Num período em que a Madeira regista um número elevado de visitantes, por via da Festa da Flor, o Museu de Arte Sacra fecha portas para operações “inadiáveis”.

O Museu de Arte Sacra do Funchal vai fechar portas de 23 de abril, próxima segunda-feira, até 7 de maio.

João Henrique Silva, o diretor, lamenta o incómodo que esta medida “possa vir a causar aos nossos visitantes e colaboradores”, mas explica que  “o encerramento do MASF torna-se absolutamente incontornável, dado ter que realizar-se neste período algumas operações cuja complexidade não se compagina com a presença de visitantes” E especifica essas operações: receção e recolocação das obras que estiveram patentes na exposição da Madeira no Museu Nacional de Arte Antiga; desmontagem da exposição alusiva aos 500 Anos da Dedicação da Sé do Funchal; arranjo das salas e reconfiguração da respetiva museografia; realização do plano de controlo integrado de pragas (ação de desinfestação).

Na nota informativa, é referido que “o Museu reabre ao público no dia 8 de maio, voltando a apresentar aos visitantes a sua coleção permanente, ao mesmo tempo que prepara a nova exposição temporária para o Dia dos Museus, a 18 de maio”.