Associação de Futebol manda carta à TAP e dá conhecimento a Marcelo

rui marote
Rui Marote envia carta à TAP criticando o cancelamento de um voo e dá conhecimento da mesma a várias entidades do Estado e da Região, com o Presidente da República à cabeça.

A Associação de Futebol da Madeira está indignada com o cancelamento do voo da TAP do dia 1 de abril, das 7.05 horas, onde viajava a equipa de futsal, que no Porto iria participar num torneio. A alternativa da companhia foi um voo no dia 4 e o torneio terminava a 5. Por isso e por muito mais, o presidente da AFM, Rui Marote, não perdeu tempo e assina um documento enviado ao presidente da companhia aérea com conhecimento ao Presidente da República, ao Presidente da Assembleia da República, ao primeiro-ministro, ao Representante da República, ao presidente da Assembleia Regional, presidente do Governo Regional e presidente da Federação de Futebol.

A carta de Rui Marote mostra descontentamento pelo cancelamento do voo, pelo tratamento que a companhia dá aos passageiros madeirenses, diz não ser esta a primeira vez que tal acontece sem justificação e pede explicações à TAP. Lembra que a equipa que ia viajar no voo 1710 para o Porto era composta por jovens de 15 anos, que durante meses estiveram a preparar-se para este evento, além de que esta situação “penaliza uma Região e uma população que não tem outras alternativas para se deslocar que não o transporte aéreo, para além do elevado custo das viagens que se vem verificando, cada vez mais penalizadores”.