Novas ambulâncias de meio milhão de euros já estão a dar problemas; tutela desconhece

 

 

Imagem do site do Governo da Madeira, com as 10 ambulâncias entregues aos Bombeiros, em dezembro de 2017.
*Com Rui Marote
Em dezembro do ano passado, o Governo Regional, através do Serviço Regional de Proteção Civil, entregou às corporações de bombeiros da Madeira dez novas ambulâncias, num investimento superior a meio milhão de euros. Mas o FN apurou que as novas ambulâncias não funcionam devido a sucessivos problemas técnicos. Ou seja, meio milhão em novas viaturas para ter problemas de carros velhos.
Confrontada a tutela, a Secretaria Regional da Saúde, a resposta obtida foi a de que o assunto é desconhecido, logo inexistente.  O FN reproduz a resposta na íntegra da SRS: “Segundo informação do  Serviço Regional de Proteção Civil, não foram reportadas situações de ambulâncias avariadas nas corporações de Bombeiros. A aquisição de ambulâncias respeita todas as normas internacionais”.
O FN passou, esta manhã, por uma das corporações de Bombeiros desta cidade e pôde confirmar, junto de alguns profissionais, que as novas ambulâncias “deixam muito a desejar”, pois “nem sempre funcionam e as avarias técnicas são frequentes” e a merecer preocupação ao nível da segurança do transporte.
Durante a conversa com alguns profissionais ligados aos Bombeiros, foi-nos dito que o assunto até já era do domínio público, remetendo para a divulgação feita no site “Agora Madeira”, a dar conta da mesma falta de funcionalidade das novas dez ambulâncias.
O FN apurou ainda outro dado relevante no processo: habitualmente, o Governo fazia a aquisição deste tipo de viaturas à “Mercedes”. No entanto, mudou de fornecedor na aquisição das 10 ambulâncias, optando pela “Fiat”.
Por outro lado, a informação da tutela de que a aquisição de ambulâncias cumpre com os requisitos internacionais, também não é tão linear. Segundo o FN também apurou, “as macas não estão de certeza  de acordo com o Comité de Normalização ( CEN TC 237 “Rescue Systems”, Comité Técnico para sistema de salvamento da Comissão Europeia de Normalização, que neste momento tem 3 grupos de trabalho ativos, WG 1 “Medical vehicles and their equipment; o WG 4 “Transpor of incubators in rescue systems”; WG 5 “Air, water and difficult terrain vehicles” ) “.