Mais de 100 actuações e espectáculos no âmbito das Festas de Natal e fim-de-ano

Concertos, quadros vivos na baixa funchalense, presépios, mercadinhos, aldeias etnográficas e actuações de grupos folclóricos, entre uma série de outras iniciativas que incluem também um Festival de Coros, contam-se entre o programa de festas de Natal e de fim-de-ano que foi hoje apresentado pela secretária regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, no decorrer duma conferência de imprensa.

Na ocasião, a governante destacou que estas festas se assumem cada vez mais como um evento consolidado, que se mantém prolongado no tempo, de 1 de Dezembro até 7 de Janeiro, e que se reforça na sua decoração e na animação dedicada às crianças, no Jardim Municipal, em particular.

Na noite da passagem de ano, na Praça do Povo, realizar-se-á um “grande espectáculo”, protagonizado pelo grupo “Mimicat”, que apresenta um estilo musical diferente dos anteriores, numa tentativa de cativar novos públicos. De resto, mais de 100 actuações e espectáculos estão previstas, entre 16 actuações de 15 bandas filarmónicas, 61 actuações de 19 grupos folclóricos, 9 actuações de grupos de cantares tradicionais e 15 espectáculos musicais diversos, entre agrupamentos como os Xarabanda, a Associação dos Amigos do Conservatório de Música da Madeira, o Orfeão Madeirense, o grupo Black and White Dixieland, entre outros. A tradicional animação na baixa da urbe mantém-se com 18 barraquinhas, duas das quais de apoio, e que reforça a participação e o envolvimento de todos os concelhos nesta festa que tanto diz aos madeirenses e aos visitantes que a Região recebe das sete partidas do mundo, nesta altura do ano.

A par dos três pinheiros de Natal de grandes dimensões, haverá este ano mais 11 árvores para decorar pelas escolas e centros comunitários, no Jardim Municipal.

Não faltará também a música clássica nesta quadra, interpretada quer por agrupamentos da Direcção de Serviços de Educação Artística e Multimédia da Secretaria Regional da Educação, quer pela Orquestra Clássica da Madeira, além da já referida Associação dos Amigos do Conservatório.

Por outro lado, disse Paula Cabaço, a cidade será iluminada por mais de um milhão de lâmpadas, num investimento de 3,4 milhões de euros do Governo Regional.

A Secretária adiantou que se prevê uma ocupação hoteleira no Natal de aproximadamente 60% e de 88% no fim-do-ano.