Câmara alarga Caminho Novo do Galeão e investimento nas “Zonas Altas” vão para os 15 milhões neste mandato

CMF Lombo do Galeão
Paulo Cafôfo e Miguel Gouveia visitaram as obras de alargamento do Caminho Novo do Galeão, que vão custar 173 mil euros.

As obras de alargamento da entrada 22 do Caminho Novo do Galeão,e em São Roque, vão custar 173 mil euros e deverão estar concluídas no primeiro trimestre de 2018. O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, e o Vice-Presidente da Autarquia, Miguel Silva Gouveia, visitaram o andamento dos trabalhos, que constituem, lembra uma nota do município, “um compromisso assumido por Paulo Cafôfo, durante os Encontros com as Pessoas, as Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal que, durante um ano, entre junho de 2016 e maio de 2017, percorreram todas as freguesias do concelho.

“Os Encontros com as Pessoas possibilitaram dezenas de visitas ao terreno que têm dado frutos desde então. Foi uma iniciativa marcante, absolutamente consentânea com a política de proximidade que tem caracterizado este Executivo desde a primeira hora, e que permitiu aferir in loco quais eram as principais reivindicações e necessidades da população local e orientar a nossa ação tanto em pequena, como em larga escala”, explica o presidente da Câmara.

O alargamento vem dotar o sítio de uma acessibilidade que era reclamada pelos residentes da zona desde há muito tempo a esta parte, proporcionando o acesso automóvel e melhorando decisivamente o acesso a uma área marcada pelos terrenos de cultivo, mas igualmente de diversas famílias às suas propriedades.

A mesma nota da autarquia refere que “a zona também vai ganhar uma área de estacionamento, o que será instrumental para resolver os problemas de estrangulamento viário típicos das zonas altas do concelho, desobstruindo a circulação no Caminho Novo do Galeão. “Estas são obras menos visíveis para a população em geral, mas que depois têm um impacto tremendo no quotidiano de todos quantos cá vivem. A obra inclui, por fim, uma nova rede de abastecimento de águas e de esgotos para esta antiga vereda pedonal.

Paulo Cafôfo destacou, na ocasião, aquele que tem sido o investimento da CMF na freguesia, enumerando obras como a repavimentação dos lombos do Galeão, da Alegria e da Terça, que não eram feitas há mais de uma década, a consolidação da escarpa sobranceira à Estrada Comandante Camacho de Freitas, com a respetiva repavimentação do Caminho da Fundoa, e a aposta na Educação e no Desporto, com a construção de raiz do polidesportivo da Escola do Lombo Segundo, ou com a reabilitação, inaugurada já este mês, do polidesportivo do CD São Roque.

O Presidente reforçou, por fim, o compromisso já assumido para com “a melhoria de acessibilidades nas Zonas Altas do concelho, de que esta intervenção é mais um excelente exemplo, e que também vão viabilizar, no futuro próximo, alargamentos historicamente adiados e que para nós têm muito significado, como os da Vereda da Cova e da Vereda do Calhau”, já depois do Executivo já ter concretizado o alargamento do Caminho do Corgo. “Tal como assumimos, serão 15 milhões de euros de investimentos nas Zonas Altas durante este mandato, em novas acessibilidades, saneamento básico e na requalificação de espaços públicos, continuando a encarar esse desafio histórico que é o combate às assimetrias do concelho. Esse é um compromisso muito importante para nós, estamos no bom caminho e acredito que o trabalho feito já fala por nós.”