Autoridade Marítima e Protecção Civil concluem plano de formação

A Autoridade Marítima e a Polícia Marítima, através do Núcleo de Formação Náutica (NFN) da Escola de Autoridade Marítima (EAM), em articulação com Serviço Regional de Protecção Civil (SRPC IP-RAM) e SANAS Madeira, concluíram o plano de formação de operacional referente ao ano de 2017, refere um comunicado da Capitania do Porto.

Ao longo do presente ano, realizaram-se na Região Autónoma da Madeira, três edições do Curso de Aperfeiçoamento de Governo de Embarcações (CAGE), nos módulos de Técnicas de Sobrevivência no Mar (TSM) e Governo de Embarcações até 9 metros (E9MTS), incrementando as capacidades de assegurar os objectivos estratégicos de melhorar a preparação face à ocorrência de riscos na resposta a incidentes marítimos.

Decorrente da necessidade de incrementar sinergias e de articulação de procedimentos, foram igualmente realizados treinos de cooperação de busca e salvamento (SAR) e de evacuações médicas por via marítima, entre diversas entidades integradas do Sistema de Autoridade Marítima (SAM) e do Plano Regional de Emergência de Protecção Civil da Região Autónoma da Madeira (PREPCRAM).

A resposta à emergência foi igualmente reforçada com a integração no Programa Regional de Desfibrilhação Automática Externa (PRDAE) dos  agentes da Policia Marítima, que desempenham funções no Posto do Comando Local da Polícia Marítima do Funchal nas ilhas Selvagens (PCLPMFS), incrementando desta forma a capacidade de resposta a emergência nas Ilhas Selvagens, diz a Capitania.

O plano de formação terminou com o módulo de Governo de Embarcações até 9 metros, do Curso de Aperfeiçoamento de Governo de Embarcações (CAGE), que visa habilitar os formandos com as competências para o Governo de Embarcações até 9 metros, sob condições meteorológicas e estados de mar diversos, salvaguardando as questões de segurança e operando os sistemas e equipamentos de acordo com a natureza da operação que estiverem empenhados.

Este módulo, realizado de 20 a 24 de Novembro nas instalações do Centro de Salvamento Costeiro em Santa Cruz, foi frequentado por três agentes da Polícia Marítima (PM), do Comando-local da Polícia Marítima (CLPM) do Funchal e seis elementos do corpo operacional do SANAS Madeira, no âmbito do protocolo de cooperação estabelecido com a Autoridade Marítima Nacional.

A cerimónia de encerramento realizou-se no dia 24 de Novembro, e contou com a visita do Capitão do Porto do Funchal e Comandante Local da Polícia Marítima do Funchal, capitão-de-mar-e-guerra Paulo Silva Ribeiro,  do presidente do Conselho Directivo do SRPC, IP-RAM, CMD José Dias, do presidente do Conselho Directivo do Instituto das Florestas e Conservação Natureza, Manuel Filipe, do Coordenador do Núcleo de Formação Náutica (NFN) da Escola de Autoridade Marítima (EAM), CTE Mário Pinto e do 2º Comandante Regional da Polícia Marítima da Madeira, Chefe PM Nunes Fernandes, todos acompanhados pelo comandante operacional do SANAS Madeira, Emanuel Silva, “tendo sido possível constatar o esforço e dedicação de formadores e formandos ao longo do curso”.

O plano de formação para o ano de 2018 prevê já a realização de reuniões sectoriais no âmbito do planeamento de resposta a Incidentes em Elevada Escala e a realização de um módulo de Técnicas de Sobrevivência no Mar (TSM) agendado para Fevereiro.