Estepilha: o “Tupperware” dos rebuçados de funcho do PSD na ALRAM

Rui Marote

O Estepilha apanhou em flagrante, no hemiciclo da Assembleia Regional em sessão, um “tupperware” que percorria ora as bancadas da frente, ora as bancadas de trás do PSD.
Rebuçados em cilindro, de aspecto artesanal e de cor alaranjada, ou não fosse este o partido das cores dos rebuçados de funcho…
Conta a História que quando o arquipélago foi descoberto e João Gonçalves Zarco ali desembarcou (séc XV), o navegador terá ficado impressionado com o amarelo predominante das flores deste arbusto, o que o terá levado a designar a povoação do Funchal.
Estepilha: a distribuição desta guloseima não será necessária à maioria da bancada laranja nesta moção de censura, hoje imposta pelo Partido Socialista e entretanto chumbada.
A grande maioria entra surda e muda, não precisando de afinar as gargantas, com excepção de Carlos Rodrigues e Jaime Filipe Ramos, suficientes, com pouca ajuda, para “abafar” a bancada socialista, que apresentou um novo reforço de Outono.
Recordamos a canção da fadista Maria da Fé:  cantarei até que a voz me doa… E para isso sempre ajudam os rebuçados.
Pra cantar, cantar sempre meu fado
Como a ave que tão alto voa
E é livre de cantar em qualquer lado