Paulo Cafôfo mostra trabalho da autarquia à Comissão da Igualdade de Género do Parlamento Europeu

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, recebeu esta tarde, nos Paços do Concelho do Funchal, uma delegação da Comissão dos Direitos das Mulheres e da Igualdade de Género (FEMM) do Parlamento Europeu, que se encontra em visita oficial à Região, num encontro que contou ainda com a Vereadora Madalena Nunes, que tem o pelouro da Igualdade de Género na Autarquia.

A delegação da FEMM foi liderada pela deputada lituana e presidente da Comissão, Vilija Blinkevičiūtė, e contou com os deputados portugueses João Pimenta Lopes (vice-presidente da Comissão FEMM) e Liliana Rodrigues. Composta por sete eurodeputados de cinco países, a equipa veio aferir no terreno as condições de trabalho das mulheres numa região ultraperiférica, e o impacto da crise em sectores maioritariamente femininos, como o Turismo, que é a principal atividade económica madeirense.

Paulo Cafôfo sublinhou, desde logo, que “a Câmara Municipal do Funchal assinalou, ainda na semana passada, a 3ª edição do Dia Municipal da Igualdade de Género, uma data simbólica introduzida pelo atual Executivo em 2015, como consequência da definição de uma Estratégia Municipal para a Igualdade”, o que, no seu entender, sublinha como “as questões relativas à Igualdade foram, e continuam a ser, um tema central para o Município.”

Ao longo dos últimos anos, o atual Executivo “desenvolveu um Plano para a Igualdade de Género, criou a figura da Conselheira Municipal, um Dia Municipal da Igualdade e, ainda, o Prémio Municipal Maria Aurora, iniciativas algumas das quais pioneiras na Região, que têm moldado a face do concelho neste capítulo”, enalteceu o Presidente, que registou com apreço os elogios da Comissão, à luz do trabalho efetuado.

“A Câmara Municipal do Funchal reconhece, porém, que ainda existe muito trabalho a fazer neste âmbito, e o repto que deixámos hoje a esta delegação é que o Parlamento Europeu pode contar connosco, enquanto parceiro empenhado na implementação da estratégia comunitária a ser definida no fim destes trabalhos”, concluiu Paulo Cafôfo.