Os navios que chegam de madrugada

*Com Rui Marote

O movimento de navios de cruzeiro tem ainda qualquer coisa de romântico no porto do Funchal. A nossa pequena dimensão faz com que não recebamos um turismo de massas como acontece em Veneza, e os navios que chegam e partem trazem sempre consigo, à chegada, a promessa de intercâmbio com outras culturas e, ao partirem, a nostalgia e a beleza de um nave que desliza pelas águas rumo a outro destino.

Por vezes, apetecia-nos estar a bordo. Os funchalenses habituaram-se desde a infância a contemplar a actividade portuária e, embora já não estejamos no tempo dos grandes transatlânticos, ainda há qualquer coisa de bonito em ver os barcos que chegam e partem. Estas imagens foram captadas pelo repórter fotográfico do FN pelas 6h45 de hoje: o Aida SOL deu entrada no porto do Funchal vindo de Arrecife, em Lanzarote, Canárias. Hoje passará a noite na cidade, deixando apenas amanhã o Funchal. A partida está aprazada para as 8 horas.