Faleceu o Pe. Manuel de Nóbrega, botânico e humanista

Morreu o Padre Manuel de Nóbrega, amante da natureza e da botânica e responsável pela montagem no Jardim Botânico das coleções pertencentes ao Seminário Diocesano do Funchal e que ainda hoje podemos observar quando visitamos aquele espaço.
O padre Manuel de Nóbrega nasceu na freguesia do Curral das Freiras, a 16 de abril de 1928.
Em 1940 ingressou no Seminário Diocesano tendo sido ordenado sacerdote em 1955.
Em 1981 foi convidado pelo Governo Regional para organizar o herbário do Museu do Seminário Diocesano.
Seguiu-se a instalação do património museológico de História Natural da referida instituição diocesana no Jardim Botânico da Madeira.
Segundo uma nota da Diocese do Funchal, o Padre MANUEL DE NÓBREGA, sacerdote diocesano da Diocese do Funchal, faleceu hoje, dia 24 de Outubro, no Hospital dos Marmeleiros.

Tinha 89 anos de idade, e era natural da freguesia do Curral das Freiras, concelho de Câmara de Lobos. Nasceu no dia 16 de Abril de 1928, era filho de António de Nóbrega e de Maria da Conceição de Nóbrega, naturais que foram da freguesia do Curral das Freiras.Foi ordenado presbítero no dia 21 de Agosto de 1955.

Dentro dos serviços eclesiásticos que desempenhou, na Diocese do Funchal, destacamos os seguintes:

– Coadjutor de Santa Cruz a 21 de Novembro de 1955;

– Pároco de Santo António da Serra a 5 de Novembro de 1956;

– Coadjutor do Estreito de Câmara de Lobos a 1 de Agosto de 1957;

– Pároco de S. Roque de Faial a 3 de Outubro de 1958;

– Pároco da Quinta Grande a 1 de Agosto de 1964. Nesta paróquia,  contruiu o Santuário dedicado a de Nossa Sr.ª de Fátima. Foi dispensado do ofício de pároco a 25 de Setembro de 1992, por motivos de saúde.

O Padre Manuel de Nóbrega, contribuiu para o desenvolvimento da cultura madeirense, especificamente no âmbito da botânica do Arquipélago. Nesta linha, o Padre Manuel herdou a paixão pelas ciências naturais do Pe. Ernest Schmitz e do Cón. Barreto, duas personalidades que também se distinguem nesta área.

Por isso mesmo, em 1981 foi convidado pelo Governo Regional para organizar o herbário do Museu do Seminário Diocesano do Funchal, que se encontrava disperso após a sua tomada e mais tarde, cedência para a escola secundária. Foi também, o responsável pela instalação do património museológico de História Natural da referida instituição diocesana no Jardim Botânico da Madeira. Em 1998 foi condecorado com a Ordem de Mérito por Sua Excelência o Presidente da República Portuguesa, Doutor Jorge Sampaio e em 2016 recebeu da Câmara Municipal de Câmara de Lobos a Medalha de Mérito Municipal – Grau Ouro.

O Padre Nóbrega, assim conhecido, descobriu exemplares botânicos, como as duas plantas vasculares, e uma espécie protegida a nível mundial. Em sua homenagem, duas das espécies, endémicas da Madeira, descobertas pelo mesmo, foram descritas como Nobregae laetinervis e Fissidens nobreganus.

A Igreja Diocesana agradece a sua vida dedicada ao serviço do Evangelho e o seu contributo para o estudo e desenvolvimento da ciência.

Que o Senhor o receba na Sua Paz!

EXÉQUIAS E FUNERAL

A celebração de Exéquias será presidida pelo Bispo do Funchal, D. António Carrilho, na quinta-feira, 26 de outubro, às 11 horas, na Igreja Paroquial de São Martinho, seguida de funeral para o Cemitério de São Martinho.

Mais informo, que o corpo estará em câmara ardente a partir das 9.45h.