Ireneu Barreto apadrinha “Honoris Causa” a Xanana Gusmão

Xanana
Xanana recebe o título “Honoris Causa” pela Universidade da Madeira. Com Ireneu Barreto como padrinho.

 

Com Rui Marote

Xanana Gusmão, primeiro presidente de Timor Leste, resistente desde longa data pela causa timorense, vem à Região receber o título “Honoris Causa” pela Universidade da Madeira, tendo como padrinho o Representante da República para a Região, Ireneu Barreto. É no dia 16 de outubro às 17 horas no Colégio dos Jesuítas.

No dia 16 de outubro, pelas 9.30 horas, Xanana desloca-se ao Palácio de São Lourenço onde será recebido por Ireneu Barreto.

Xanana Gusmão já recebeu vários doutoramentos honoris pelas universidades de Coimbra, do Porto, Lusíada, Charles Darwin e Vitória (Austrália), Suncheon (Coreia do Sul) e Takushoku (Japão).

A 9 de junho de 93 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade de Portugal, enquanto estava preso pelo governo indonésio. A 14 de fevereiro de 2006 foi agraciado com o Grande-Colar da Ordem do Infante D. Henrique de Portugal.

O título honoris causa é utilizado quando uma universidade deseja conceder um título de honra para uma personalidade de grande evidência pública, mesmo que não tenha um curso universitário, mas que tenha exercido influência em determinadas áreas como nas artes, literatura, na política e na paz.

Xanana Gusmão teve um percurso dedicado à resistência de Timor face à invasão indonésia, lutou pela paz e conseguiu afirmar-se, aos olhos do mundo e dos timorenses, como o rosto da autodeterminação.