“Carta das Cidades Educadoras é o fio condutor da nossa ação política”, diz a vereadora Madalena Nunes

Cidade A
O Funchal acolheu o encontro anual da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras.

O Funchal organizou ontem, pela primeira vez, o encontro anual da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras, que o Município integra desde 2014.

O encontro contou com mais de três dezenas de participantes e a vereadora Madalena Nunes, que tem o pelouro Social na Autarquia, destacou a importância do Funchal ter aderido a esta rede logo no início do primeiro mandato do atual Executivo: “os valores que orientam a nossa visão para a cidade do Funchal enquadram-se nos princípios que definem uma Cidade Educadora e foi nesse sentido que, em 2014, a Câmara Municipal do Funchal aderiu à Associação Internacional das Cidades Educadoras e à respetiva Rede Territorial Portuguesa.”

Cidade B
Funchal integra Rede desde 2014.

A autarca considera, aliás, que “a Carta das Cidades Educadoras é o fio condutor da nossa ação política”, nomeadamente no que respeita a “governar a cidade promovendo a cidadania e a participação das pessoas na gestão do território, respeitando a diversidade e o direito à diferença e promovendo a igualdade e a formação ao longo da vida dos seus munícipes.”

Madalena Nunes conclui que “a presença da cidade do Funchal nesta rede de cidades ilustra o compromisso com o desenvolvimento social e cultural por parte do Município, recentrando a política nas pessoas ao longo dos últimos anos. Não somos uma cidade educadora porque já atingimos a excelência em todos os indicadores. Somos uma cidade educadora porque planificamos a cidade e trabalhamos todos os dias para atingir esse patamar de excelência e é reconfortante sentir o reconhecimento dos nossos pares, como voltou a acontecer mais uma vez.”