Saiba aqui quantos nasceram, quantos morreram, quantos casaram e quantos se divorciaram na Madeira em 2016

A Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM) divulga ontem no seu portal a publicação “Estatísticas Demográficas da Região Autónoma da Madeira 2016” e a Série Retrospetiva da Demografia atualizada com os dados de 2016 (1970-2016)

Destacam-se os principais resultados:

População Residente
•Em 31 de dezembro de 2016, a população residente na Região Autónoma da Madeira (RAM) foi estimada em 254 876 pessoas, das quais 118 860 homens e 136 016 mulheres, traduzindo uma taxa de crescimento efetivo de -0,6% (-0,9% em 2015).
•Para a variação populacional observada em 2016 contribuíram os valores negativos da taxa de crescimento natural de -2,9‰ e da taxa de crescimento migratório de -3,1‰.
•A proporção de jovens (população com menos de 15 anos) continuou a diminuir em 2016, representando 14,3% da população total (14,8%, em 2015).
•A proporção de idosos (população com 65 ou mais anos) manteve também a tendência crescente dos últimos anos, atingindo 16,0% da população residente (15,6%, em 2015). Em consequência, o índice de envelhecimento continuou a aumentar, fixando-se em 111,5 pessoas idosas por cada 100 jovens (105,3 em 2015).

Nascimentos
•Em 2016, registaram-se 1 858 nados vivos filhos de mães residentes na RAM, o que traduz uma diminuição de 4,6% face a 2015 (1 947 nados vivos).
•A taxa bruta de natalidade diminuiu, passando de 7,6 para 7,3 nados vivos por mil habitantes entre 2015 e 2016.
•52,0% crianças nascidas no ano em referência eram do sexo masculino, representando uma relação de masculinidade à nascença de 108%, ou seja, por cada 100 crianças do sexo feminino nasceram cerca de 108 do sexo masculino.
•33,7% dos nados vivos eram filhos de mulheres com idade inferior a 30 anos.

Casamentos
•Na RAM, em 2016, realizaram-se 861 casamentos, o que representa um aumento de 8,6% relativamente ao ano transato (793 casamentos).
•A  taxa bruta de nupcialidade foi  de 3,4 casamentos por mil habitantes.
•Casou-se mais em setembro (113 casamentos) e menos em janeiro (40 casamentos).
•70,7% dos casamentos oficializados foram “primeiros casamentos”.
•65,7% dos casamentos foram realizados pelo civil e 33,7% pelo rito católico.
•Em 73,1% dos casamentos optou-se pelo regime de comunhão de adquiridos.

Divórcios
•Em 2016, foram decretados, na RAM, 652 divórcios, correspondendo a um aumento de 1,6 % face ao ano transato, ou seja, mais 10 divórcios que em 2015.
•A taxa bruta de divorcialidade foi de 2,6 divórcios por mil habitantes em 2016, contra 2,5 em 2015 e 2,1 em 2014.
•Nos últimos 3 anos, por cada 100 casamentos celebrados registaram-se cerca de 74 divórcios em 2014, 81 em 2015 e 76 em 2016.

Óbitos
•Foram averbados 2 612 óbitos em 2016, mais um óbito que em  2015 (2 611 óbitos).
•94,1% dos óbitos ocorreram em indivíduos com 50 ou mais anos; 63,1% em indivíduos acima dos 75 anos.
•A taxa bruta de mortalidade foi de 10,2 óbitos por mil habitantes.
•Mais óbitos no mês de dezembro (260 óbitos) e menos no mês de outubro (171 óbitos).
•Ocorreram 5 óbitos de crianças com menos de 1 ano (menos 2 que 2015) e 2 óbitos fetais de mães residentes na RAM (7 em 2015). Em consequência, a taxa de mortalidade infantil fixou-se em 2,7 óbitos por mil nados vivos (3,6 em 2015).
•Em 2016, registaram-se 5 óbitos perinatais (11 em 2015): 3 de nados vivos falecidos com menos de 7 dias de idade e 2 fetos mortos de 28 ou mais semanas de gestação.

População Estrangeira
•A 31 de dezembro de 2016, a população estrangeira residente na RAM totalizava 6 110 pessoas (mais 6,4% que em 2015), distribuídas entre detentoras de títulos de residência (6 049) e de vistos de longa duração (61).
•Os nacionais do Reino Unido (14,5%), Brasil (12,6%), Venezuela (11,5%) e Alemanha (7,5%) continuam a representar as principais comunidades estrangeiras a residirem na Região.
•A nacionalidade venezuelana apresentou em 2016 um assinalável incremento (21,0%) no número de estrangeiros detentores de títulos de residência a residir na Região (581 em 2015 e 703 em 2016).