Casa sem água e sem luz leva a alerta do PDR em Santa Cruz

PDR Santa Cruz
A candidatura de Ruben Visinho, do PDR, ouviu as queixas das populações.

LOGO ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2017

O candidato do PDR à Câmara Municipal de Santa Cruz, Ruben Visinho, desenvolveu hoje mais uma ação de campanha e denunciou a existência, no sítio da Pedra Mole, de “uma cidadã que vive rodeada de matagal e onde a habitação não tem, nem água, nem luz , isto para além de ter nos terrenos muitos ratos que por vezes entram em casa”. E questiona o atual executivo de Filipe Sousa: “Como podem existir em pleno século XXI pessoas a viverem nestas condições?”

Nesta ação de campanha, os candidatos foram várias vezes abordados por cidadãos que apresentaram as suas queixas em relação ao atual executivo, mas também aos anteriores que nada fizeram. Já na rua da Ribeira, várias pessoas queixaram-se, adianta o candidato, do ruído do sistema adutor da ARM, com um cidadão, segundo Ruben Visinho, a dizer que já “se tinha queixado na autarquia e ao provedor de justiça, sem que até ao momento tenha sido feito alguma coisa”

No Caniço, o candidato do PDR à Assembleia Municipal, Roberto Jardim, ouviu o lamento dos táxistas que se dizem discriminados por não “fazerem praça no aeroporto”. Já no final desta ação de campanha, a comitiva do PDR, foi alertada para a existência de uns espetos de madeira, em frente da creche e onde está a sede da banda do Caniço e Eiras e que podem causar algum acidente com as crianças “ enquanto não houver uma desgraça vão ter aquilo sempre ali” frisou um popular que se encontrava no local.

A terminar Ruben Visinho diz que “ estas podem ser pequenas questões mas que fazem diferença na vida das pessoas que com eles convivem diáriamente. É por isso que fomos ao terreno, somos novos nestas andanças, mas queremos fazer um trabalho sério, em prol das pessoas e não de algumas pessoas. Nestes dias conhecemos realidades, que pensávamos já não existir em pleno século XXI, mas existem e estão lá para quem quiser ver. A culpa pode não ser só do executivo, mas tem pelo menos a responsabilidade e o dever de alertar o governo para as situações que não são da sua alçada. Por isso julgamos e acreditamos que podemos fazer diferente e melhor em prol dos cidadãos do concelho, vivam eles no centro ou nas zonas altas das freguesias. Todos são Santa Cruz e para todos queremos trabalhar”.-concluiu Ruben Visinho que apelou ainda ao voto no PDR no próximo domingo.