Alice Sousa expõe pintura em breve na Quinta do Revoredo, em Santa Cruz

“As Casas de Alice” é como se intitula uma exposição individual da conhecida artista plástica madeirense Alice Sousa, que se realizará em breve na Casa da Cultura de Santa Cruz (Quinta do Revoredo). A mostra, com curadoria de Teresa Jardim, colaboração de Graça Berimbau e Mafalda Gonçalves e com montagem de Emanuel Gaspar e Lucilina Castro, respectivamente, coordenador da Casa da Cultura de Santa Cruz e responsável pelo Serviço Educativo, estará patente de 22 do corrente mês de Setembro até 11 de Novembro, e pode ser visitada gratuitamente. A inauguração, no primeiro dia, está aprazada para as 18 horas.

Maria Alice Sousa nasceu no Funchal em 1937. Em 1959, concluiu o 4º ano do Curso de Pintura da Escola de Belas Artes do Porto, tendo como mestres os pintores Dórdio Gomes e Augusto Gomes. Concluiu o Curso da Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro em 1963. Em 1964 obteve a medalha de ouro no Curso de Premiação. É professora aposentada, do Ensino Secundário – Artes Visuais. Realizou várias exposições individuais e participou em múltiplas colectivas.

Num texto alusivo a esta exposição, Alice Sousa conta como se deixa seduzir por outras forma de arte, nomeadamente a escrita e o cinema. Também refere a sua apreciação por Marc Chagall, “artista que sempre me atraiu e deslumbrou”, pela “narratividade do discurso gráfico criador de múltiplos sentidos, pela composição e liberdade onírica, pelo manejo da cor e da metáfora. Talvez o meu trabalho não seja indiferente à admiração que nutro por este artista (…)”, admite.