Rubina Leal quer acabar com “marasmo” no Funchal

Comício em Santa Maria Maior. Foto DR

A candidata do PSD à Câmara Municipal do Funchal, Rubina Leal, disse ontem à noite, na freguesia de Santa Maria Maior, que o tempo da mudança “acabou”, porque nos últimos quatro anos a actual Autarquia fez da Cidade e daquela freguesia um “pior” lugar para viver.

“Não podemos continuar com o marasmo na nossa Cidade. Não podemos continuar com os anúncios constantes de uma Câmara que diz que reabilitou 70 prédios, e hoje aparece nas páginas dos jornais que afinal foi apenas um”, frisou Rubina Leal, durante o Encontro de Campanha que decorreu no Bairro de Santa Maria Maior, exemplificando com o que acontece naquele complexo habitacional.

Um Bairro, observou a candidata, que precisa de ser requalificado e reabilitado.

“Temos aqui 96 famílias a viver, e o nosso compromisso convosco é reabilitar e requalificar este Bairro”, disse, explicando que a intervenção será feita de forma faseada, sempre ouvido as pessoas.

“Em março esta Câmara aprovou a reabilitação deste Bairro, mas até hoje ninguém veio aqui falar com os moradores. Isto não pode ser”, afirmou, lembrando que a Autarquia passou os últimos quatro anos a anunciar obras, a prometer apoios, mas nada foi concretizado.

“Um presidente de Câmara tem de ter noções básicas. Tem de se preocupar com a rede de água. Com o saneamento básico. Com os animais. Tem de governar para todos”, sublinhou, lamentando que durante os últimos quatro anos tenham faltado à verdade aos munícipes e fugido às responsabilidades.

E deu exemplos. “Sabem qual foi o trabalho de requalificação feito por esta Câmara? O único? Foi um apartamento T3 na Zona Velha. Mais nada”, contabilizou, falando ao lado da equipa que a acompanhará na Câmara. Pessoas, tal como as que integram a equipa da candidata do PSD à Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Fernanda Gomes, que estão motivadas e empenhadas em mudar os destinos da freguesia e da Cidade.

“Esta é a equipa que vai realmente mudar a Cidade para melhor. Uma equipa que não anda a pagar jornais. Não anda com campanhas diárias e com palavras vãs. Somos pessoas de acção, e vamos cumprir a nossa palavra com trabalho”, garantiu, dizendo que Santa Maria Maior e o Funchal merecem mais. “Queremos e vamos chegar a todos. Famílias, jovens e idosos. Não vivemos de promessas como as desta Câmara. O que importa neste momento é cuidar desta freguesia e do nosso Funchal.”

Antes, Fernanda Gomes tenha apresentado as prioridades da equipa que lidera. Melhoras as acessibilidades. Apoiar os idosos, que foi uma das promessas não cumpridas pela actual Câmara, e estar sempre junto da população.

“Muito há que fazer nesta freguesia. Muito há que melhorar. Muito há que incentivar”, sintetizou depois Rubina Leal, lembrando que Santa Maria Maior, que vai do mar à serra, que conta com a maior escola da Cidade, com o Mercado dos Lavradores e a Zona Velha, e que foi o berço do Marítimo, merece mais do que as promessas vãs destes últimos quatro anos.

“Nós, PPD/PSD, vamos no dia 1 de outubro ganhar e mudar os destinos do todo o Município”, afirmou a candidata social-democrata.