Carlos Pereira critica “silêncio” do Governo Regional face aos elevados preços da TAP

O presidente do PS-M, Carlos Pereira, veio hoje criticar o “silêncio” do Governo Regional em relação aos preços elevados das passagens áreas da TAP para o continente, defendendo uma intervenção célere por parte do executivo de Albuquerque, no sentido de garantir que os preços baixem, para que os estudantes madeirenses possam marcar as suas viagens de forma vantajosa.

Carlos Pereira defende que a transportadora portuguesa deve acrescentar mais voos e, com isso, fazer baixar o preço de forma substancial. “A TAP deve tomar a iniciativa para garantir que os preços sejam mais razoáveis, neste mês, altura em que há maior fluxo de estudantes para Lisboa, concedendo a disponibilidade necessária para que os estudantes façam as suas viagens calmamente. A continuidade territorial é, isto mesmo, assegurar de forma livre e adequada do ponto de vista de preço, de modo que as pessoas da Madeira possam viajar para o continente”, declarou.

O líder socialista madeirense lamenta que isso não esteja a acontecer, uma vez que esta semana os preços estão acima dos 500 e 600 euros, bem como na próxima semana, quando são nestas semanas que os estudantes precisam, urgentemente, de ir para Lisboa, Porto ou outra localidade, para efectuarem as respectivas matrículas na universidade.

Carlos Pereira verifica que “o Governo Regional está calado, surdo e mudo preocupado sabe lá Deus com quê”, enquanto a TAP ignora as necessidades dos estudantes ao invés de satisfazer os interesses públicos, nomeadamente dos estudantes madeirenses.