Rubina Leal diz querer seis quilómetros de ciclovia e mais investimento público no Funchal

A candidata social-democrata à Câmara Municipal do Funchal nas Autárquicas de Outubro, Rubina Leal, defendeu mais investimento público para beneficiar a economia local, potenciar a criação de novos postos de trabalho e trazer mais bem-estar à população e visitantes.

Rubina Leal falava hoje em conferência de imprensa, na Estrada Monumental, exemplificando o investimento público com o aumento da ciclovia local e a construção de dois novos espaços mistos pedonais/ciclovias previstos para Santo António até São Martinho e em São Gonçalo.

“É importante que a cidade tenha investimento público, o que irá beneficiar não só aqueles que aqui vivem mas também todo o comércio local”, referiu a candidata, que destacou a importância de concluir a ciclovia da Estrada Monumental.

“O nosso objectivo é concluir finalmente esta ciclovia, que também é um espaço pedonal e tem actualmente 1,5 quilómetros. Aquilo que se pretende é aumentá-la para 6 quilómetros, prolongá-la da Praia Formosa até a Praia de São Tiago, fazendo uma ligação com a Promenade”, explicou.

Lamentando o que considera ser a inércia do actual executivo camarário, a candidata disse desconhecer qualquer investimento público executado durante os últimos quatro anos pelo actual executivo de Paulo Cafôfo. “Não conheço qual o investimento público que tem sido executado pela Câmara Municipal do Funchal”, asseverou.

A candidatura ‘Leal ao Funchal’ entende que o investimento público é essencial. “Nós temos planeado concluir esta mesma ciclovia e ainda ter outros dois espaço mistos (ciclovia e zona pedonal) na zona de Santo António e em São Gonçalo. “Teremos uma ligação entre o centro de Saúde de Santo António e a freguesia de São Martinho, assim como uma ciclovia em São Gonçalo, que são aspirações da população, o que permitirá dinamizar o comércio local” e trazer mais qualidade de vida às pessoas, concluiu.