Candidato do PS quer gestão do lixo e da água de regresso à Câmara de Santana

Santana
João Sousa promete consultar a população sobre o regresso, à Câmara, da gestão dos lixos e das águas.

A candidatura do Partido Socialista à Câmara Municipal de Santana (CMS), liderada por João Sousa, tendo recebido muitas queixas da população do concelho relativas à fatura da água, reuniu com a Águas e Resíduos da Madeira (ARM), “empresa a quem o sr. Rui Moisés e o sr. João Gabriel entregaram de “mão beijada” a gestão das nossas águas e da recolha do lixo”, disse o candidato após essa reunião.

João Sousa explica que “pelo que nos foi explicado nesta reunião, disse João Sousa, “os “desterradeiros” do PSD entregaram esses serviços a esta empresa [ARM], devido a uma dívida de cerca de 508.000 euros ao IGA à Valor Ambiente que a CMS tinha, prejudicando assim toda a população. Sabemos também que, antes de ser tomada essa decisão, não foi feito um estudo económico-financeiro, o que nos leva a concluir que foi tudo feito em cima do joelho, sem a devida fundamentação”.

Garante que “com o PS à frente dos destinos da CMS, esta matéria será reavaliada, garantem os socialistas, “ouvindo os munícipes sobre a decisão a tomar, que poderá devolver a gestão da água e do lixo à CMS. Para tal, se for viável, será efetuado um referendo para que o povo participe nessa discussão, até porque ser-nos-á exigido um valor astronómico para sairmos, que poderá ultrapassar os 4 milhões de euros”.