Leal ao Funchal “mergulha” na Barreirinha para pedir contas à Frente Mar em nome da transparência da gestão pública

Fotos PSD/M.

A candidata do PSD/M à Câmara Municipal do Funchal colocou no seu programa de campanha de hoje uma visita ao Complexo Balnear da Barreirinha, gerido pela empresa municipal Frente Mar. Não foi desta que Rubina Leal mergulhou com o povo mas auscultou o pessoal que ali trabalha, num dia entre o sol cinzento, e com uma manhã de grande afluência de veraneantes na Barreirinha.

Rubina Leal cumprimentou os banhistas e começou por esclarecer que “a vida da cidade é uma questão muito séria” e a “gestão dos dinheiros públicos exige rigor e transparência”. A candidatura “Leal ao Funchal” denunciou o facto de a empresa Frente Mar adotar uma política que não é transparente. Apesar das várias forças políticas, inclusive o PSD, já terem solicitado a divulgação das contas, a mesma informação é sonegada pela CMF, revelou a candidata laranja-

A situação é tanto mais grave, segundo Rubina Leal, se considerarmos que a empresa apresenta prejuízos acima dos 300 mil euros. Um valor que “não se compreende”, uma vez que o número de utilizadores dos complexos balneários aumentou, segundo a gestão da Frente Mar, e a exploração dos parquímetros e parcómetros é também feita pela mesma empresa.

Rubina Leal deu particular enfoque ao facto de a transparência passar pela divulgação nas redes sociais da gestão e demais dados das instituições com responsabilidades públicas, como aliás está habituada a fazer.