Veja o vídeo e fotos do local do crime desta madrugada em Santana

(vídeo do local do crime, nas Queimadas-Fonte, residência do suspeito)

*Com Emanuel Silva

Os vizinhos garantiram ao FN que o crime não terá sido perpetrado com um espeto mas com uma arma de fogo, tendo ouvido disparos. Porém, pensaram que era fogo de artifício do arraial de São Jorge e não ligaram ao barulho.

Os corpos da mãe e da irmã foram encontrados pelo sobrinho do homicida, Emanuel, que regressou a casa para levar a carta de condução para o arraial. Eis que encontrou os dois corpos assassinados em cima da cama, tendo sido levados pelas autoridades pelas 06h00 desta madrugada para o gabinete médico legal do Funchal.

Os pais do homicida estavam emigrados em Paris, assim como a irmã, mas esta encontrava-se no Algarve. A família estava de férias em Santana e tudo corria pelo melhor, sendo que o alegado homicida era conhecido na zona como uma pessoa afável e educada. Descartam até a tese de que era toxicodependente ou tivesse transtornos psicológicos.

 

Os Bombeiros de Santana foram contactados pouco depois da meia noite, tendo uma ambulância levado o corpo do pai até ao hospital em estado muito crítico. Neste momento, Manuel Freitas encontra-se ainda vivo, nos cuidados intensivos, e com prognóstico reservado.