Homicida de Santana mata mãe e irmã, fere gravemente o pai e vai depois beber cerveja para o bar

A tragédia que assolou esta manhã Santana está a gerar profunda consternação na população. O homicídio, com recurso a um espeto, ocorreu no início desta madrugada. Ao que o FN apurou, o homicida, na casa dos 50 anos, terá matado a mãe e a irmã, ferido gravemente o pai – que está nos cuidados intensivos, em estado grave – e foi depois beber uma cerveja no bar vizinho como se nada tivesse ocorrido.

Os vizinhos são unânimes em afirmar que o autor dos crimes está dominado por um grave transtorno do foro psicológico, como provavelmente irá alegar em sede de justiça.

O homicida, de nome Emiliano Freitas Martins, foi detido pela PSP de Santana que reencaminhou o suspeito e o processo para a Polícia Judiciária no Funchal por ser um crime da sua competência.

Tudo indica que o alegado homicida só será presente amanhã ao juiz de turno para aplicação das medidas de coação.