Jovens “acampam” nas ruas da cidade nas vésperas do Dia da Internacional da Juventude

FOTOS RUI MAROTE.

Os turistas mudaram-se de armas e bagagens para o Funchal e a cidade fervilha com uma multidão de forasteiros que se faz notar nos mais diversos espaços públicos. Ultimamente, são os jovens a darem nas vistas.

Uma das tradicionais paragens de autocarros da Avenida do Mar, junto à vetusta fortaleza de São Lourenço, foi esta manhã “ocupada” pela juventude, qual Woodstock dos novos tempos. Na verdade, o Dia Internacional da Juventude, a 12 de agosto, e o Fórum da Mobilidade Nacionais e Europeus poderão estar na origem desta onda de juventude que viaja pelas nossas ruas ou queima o tempo, num registo bem descontraído, enquanto aguarda pela transporte.

Os tempos são definitivamente outros, os tais da chamada aldeia global. Já não são os mais velhos que procuram apenas a Madeira para marcar presença nos eventos mas também a juventude.