Novo sintético do 1.º de Maio inaugurado a 20 de agosto

O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, visitou esta semana as obras do novo campo sintético do Clube Desportivo 1º de Maio, em São Gonçalo, resultado de um contrato-programa no valor de 145 mil euros, através do qual a Autarquia financiou a renovação integral do piso sintético do velhinho campo do Palheiro Ferreiro, que era o mais antigo da Região.

O contrato-programa foi assinado em maio e a inauguração está marcada para o próximo dia 20 de agosto, “cumprindo a promessa que fizemos no momento do anúncio desta obra, quando assegurámos que o novo relvado artificial seria uma realidade antes da próxima época desportiva”, enalteceu o Presidente.

Paulo Cafôfo, que foi acompanhado pelo seu Vereador das Obras Públicas, Miguel Silva Gouveia, e pelo Presidente da Junta de Freguesia de São Gonçalo, Paulo Bruno Ferreira, explicou que a CMF reforça, assim, “a sua parceria com este que é um dos clubes mais carismáticos e mais antigos da cidade e da Região, e que tem um incontornável papel social, em particular na freguesia de São Gonçalo, bem patente nos mais de 400 jovens que integram as suas várias modalidades, e que se traduzem em mais de 400 famílias para quem o 1º de Maio faz parte do quotidiano.”

O presidente considerou que “a Autarquia tinha de ser sensível a esta necessidade premente de substituir aquele que era o sintético mais antigo da Região, já com praticamente duas décadas, concretizando mais um investimento no desporto de formação, o que tem ficado patente um pouco por todo o concelho, com campos novos nas nossas escolas, nos nossos bairros sociais, mas também nos nossos clubes e associações, que são um parceiro muito importante para consubstanciar a nossa visão para uma cidade ativa, educadora e inclusiva.”

O presidente sublinhou, ainda, “a importância da contínua valorização e qualificação das nossas zonas altas, um dos desígnios mais importantes do mandato, não só com novas acessibilidades e com o melhoramento de espaços públicos, mas igualmente com infraestruturas, neste caso para a prática desportiva e de lazer, que acabam por ter um impacto muito significativo para a comunidade. Connosco não há funchalenses de primeira e de segunda.”

Paulo Cafôfo acrescentou, por fim, a intervenção também quase concluída de alargamento do Caminho da Quinta do Palheiro Ferreiro, um investimento de 100 mil euros numa via de grande pressão automóvel naquela zona alta da freguesia de São Gonçalo, justamente no acesso ao Campo do 1º de Maio, considerando tratar-se de “uma intervenção integrada para toda aquela zona, com vista a um aumento evidente da qualidade de vida da população.”