Portugal muda embaixador em Caracas

O Ministério dos Negócios Estrangeiros mudou o embaixador de Portugal em Caracas. Sai Fernando Manuel de Jesus Teles Fazendeiro e entra Carlos Nuno Almeida de Sousa Amaro.

Os decretos de exoneração e nomeação foram hoje publicados em Diário da República.

Nota curricular do novo embaixador:

Nome – Carlos Nuno Almeida de Sousa Amaro.

Formação académica – licenciatura em Relações Internacionais pela Universidade da África do Sul.

Experiência profissional:

De Setembro de 2004 a Março de 2005, em comissão de serviço, na Embaixada de Portugal em Paris, com os pelouros relativos à União Europeia;

De Março de 2004 a Setembro de 2004, chefe de divisão na Direcção de Serviços do Mercado Interno, Direcção-Geral dos Assuntos Comunitários, Ministério dos Negócios Estrangeiros;

De Outubro de 2003 a Fevereiro de 2004, chefe de gabinete da Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação;

De Janeiro de 1999 a Outubro de 2004, na Embaixada de Portugal em Paris, com pelouros relativos à União Europeia;

De Setembro de 1999 a Junho de 2000, integrou o Núcleo dos Balcãs do Ministério dos Negócios Estrangeiros e, durante a presidência portuguesa da UE (no 1.º semestre de 2000), foi membro da delegação portuguesa e adjunto do presidente do Grupo COWEB (PESC);

De Março de 1998 a Dezembro de 1998, chefe de gabinete do Alto Representante da Comunidade Internacional para a Bósnia-Herzegovina;

Primeiro-secretário de embaixada, em 2 de Março de 1998;

De Junho de 1994 a Março de 1998, na Embaixada de Portugal em Varsóvia;

Em Maio de 1995, observador de Portugal, em missão de curta duração, junto da Missão da OSCE para as eleições e referendo na Bielorrússia;

De Maio de 1993 a Maio de 1994, integrou a Missão de Observadores da Comunidade Europeia na África do Sul – ECOMSA (missão de observadores para o processo de transição para a democracia com mandato da ONU), tendo desempenhado as funções de assessor político do chefe de missão e porta-voz da missão;

Terceiro-secretário de embaixada, em 7 de Julho de 1992;

De Fevereiro de 1990 a Maio de 1993, na Direcção de Serviços da Protecção Consular da Direcção-Geral dos Assuntos Consulares;

Adido de embaixada, na Secretaria de Estado, em 16 de Fevereiro de 1990;

De Agosto de 1989 a Fevereiro de 1990, na Direcção de Serviços de Vistos da Direcção-Geral dos Assuntos Consulares;

Aprovado no concurso de admissão aos lugares de adido de embaixada aberto em 24 de Dezembro de 1988.