Chão da Lagoa: Iglésias considera que Albuquerque teve um “devaneio à Salvador Sobral” quando disse que Funchal “não vale coisa nenhuma”

O chefe de gabinete do presidente da Câmara do Funchal, José Miguel Iglésias considera que Miguel Albuquerque teve um devaneio à Salvador Sobral ao dizer, no Chão da Lagoa, que cidade liderada pelo atual executivo “não vale coisa nenhuma”.

“O atual Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, afirmou no Chão da Lagoa que o Funchal é uma cidade “que não vale coisa nenhuma”. Porventura os vapores da poncha subiram-lhe rapidamente à cabeça, apesar do frio e nevoeiro sentidos na herdade, e deu-lhe assim um daqueles devaneios à la Salvador Sobral, pensando que o regurgitamento para os militantes laranjas seria aplaudido com vigor e entusiasmo”, comentou Iglésias.

“Fico a pensar se as gentes que governam o estado de sítio regional não começam a viver mesmo noutro planeta”, referiu.

Pata Iglésias “o facto de praticamente todos os candidatos a vereadores da lista do PSD ao Funchal trabalharem no GR já é indicador que se sentem num mundo aparte e que o resto é paisagem”.

“Depois de ter sido presidente da CMF durante 20 anos, deixando-a falida, sem meios, sem possibilidade de contratação, sem ideias, sem iniciativa, e sem qualquer preocupação do que quer que seja (a memória guardará a ausência das assembleias municipais para aprovar orçamentos, aproveitando para passear no Brasil…), e estando à frente do pior governo autonómico da história do País -estou a contabilizar também os Açores- dá para pensar o que é que realmente vai na cabeça deste homem…”, desabafou.