Rubina Berardo visitou Associação para o desenvolvimento das mulheres ciganas

Foto partilhada por Rubina Berardo no facebook.

Numa altura em que o PSD de Pedro Passos Coelho foi forçado a ‘engolir um sapo’ por causa da polémica em torno dos ciganos e do candidato ‘laranja’ à Câmara Municipal de Loures, André Ventura dois deputados do PSD (Fernando Negrão e Rubina Berardo) foram ao Seixal, no continente, conhecer mais de perto a realidade da comunidade cigana.

“Hoje [ontem] de manhã estivemos no centro da Amucip [ Associação Para o Desenvolvimento das Mulheres Ciganas], que é uma associação que se dedica à capacitação e formação da mulher cigana, que tem a sua sede no Seixal. Há 17 anos que estas mulheres trabalham em prol do objetivo de dar resposta à criação de oportunidades de melhoramento da vida da comunidade cigana. O que passa necessariamente pelo fortalecimento da formação de centenas de mulheres ciganas. É desta forma que se fomenta a integração- falando com as comunidades, ouvindo quem está no terreno, no sentido da integração sem perda de identidade”, revelou Rubina Berardo no facebook, postando a foto que ilustra esta peça.

A visita está a ter repercussões políticas sobretudo depois de André Ventura ter afirmado que “a etnia cigana tem que interiorizar o manual do Estado de Direito”. Foi acusado de xenofobia e fez com que o CDS retirasse a confiança política na sua candidatura a Loures.

As declarações não caíram bem na oposição e, pelos vistos, junto de alguns dos seus pares.

Rubina Berardo marcou pontos.