Guida Teixeira é a candidata independente pelo MPT à Câmara de Santa Cruz

O MPT-Madeira apresentou hoje Guida Teixeira como candidata independente por este partido à Câmara Municipal de Santa Cruz. A mesma tem 57 anos de idade e é funcionária pública. “O trabalho neste concelho visa essencialmente a proximidade às populações, porque esta é a nossa forma de fazer política. Constata-se que existem muitas coisas por fazer, especialmente no que toca ao apoio à agricultura, artesanato e à projecção do turismo”, refere uma nota de imprensa do MPT.

Para esta força política, Santa Cruz tem de deixar de ser vista como um concelho apenas de “dormitório”. É necessário criar outras dinâmicas e outros pólos de atracção para se poder fixar a população e criar condições para a criação de novas empresas que potencializem o aumento de postos de trabalho da população de Santa Cruz e assim, fixar os seus habitantes.

“Neste concelho, as zona altas e a sua população foram completamente abandonadas”, considera o MPT. “Não há apoios sociais para as instituições do Município e os transportes públicos são outra prioridade na nossa candidatura, já que os que lá estão nada fazem e vivem apenas de “democracia representativa”. Têm apenas gasto centenas de milhares de euros com advogados em situações que nada vieram a beneficiar Santa Cruz e para aquilo que as populações precisam, não existe um cêntimo. Isto é uma verdadeira aberração da democracia”, critica o partido.

Para o MPT, os eleitores de Santa Cruz estão a ser ludibriados pelo actual elenco, que pouco tem feito e cujas únicas preocupações” foram diminuir a dívida da Câmara, acabar com uma exploração agrícola, meter uma série de processos aos anteriores autarcas, sem resultados e uma série de estudos e auditorias que têm consumido uma fortuna de dividendos económicos à autarquia de Santa Cruz”.

Para o Partido da Terra, este elenco “defraudou por completo a população deste concelho, tendo durante 4 anos apenas demonstrado uma completa fragilidade, sem visão e sem objectivos. Apenas sobreviveram dizendo mal do passado e isso é muito pouco, é necessário demonstrar proactividade e neste sentido o MPT-Madeira tem à sua disposição uma candidata que pode abarcar este projecto de futuro de forma a permitir uma melhoria de vida das suas gentes neste município”, refere.