Falta um mês para o Nos Summer Opening

A quinta edição do Festival Nos Summer Opening, que se realiza dias 21 e 22 de Junho, foi ontem apresentada na Câmara Municipal do Funchal, numa sessão que contou com a presença de Gonçalo Camacho, da organização do evento, de Ricardo Cardoso, da NOS Madeira, e do edil funchalense, Paulo Cafôfo. Gonçalo Camacho enfatizou, na oportunidade, a importância “destas parcerias público-privadas, que, em conjunto com os nossos patrocinadores, permitem alavancar a qualidade dos eventos”. Assegurou, por outro lado, que este investimento que a CMF faz “traz retorno a vários níveis”, como a notoriedade que traz à urbe, mesmo a nível internacional, dinamizando, ao mesmo tempo, a economia local através da contratação “de um sem número de serviços a empresas madeirenses”.

Já no que à música diz respeito, considerou o projecto deste ano “bastante arrojado”, com a vinda de seis bandas que vão fazer a sua estreia na Madeira. O cabeça de cartaz é o artista brasileiro Seu Jorge, mas há outros dignos de destaque, como Nelson Freitas, “um artista holandês com ascendência cabo-verdiana e que tem arrastado multidões por onde quer que passe, não só nos seus concertos mas fazendo também bastante sucesso online, com os videoclips mais vistos em Portugal”; por outro lado, o orador salientou as bandas nacionais que completam o cartaz, além das madeirenses. “Do nosso lado fica o compromisso de trabalharmos afincadamente, para que esta seja a melhor edição de sempre do Nos Summer Opening”, prometeu.

Por seu turno, Ricardo Cardoso agradeceu a atenção que a CMF tem dado a estes eventos, “importantes para a Madeira e para os madeirenses”.

“Só desta maneira é possível realizar acontecimentos desta dimensão”, referiu, agradecendo também à organização.

Por seu turno, Paulo Cafôfo salientou a “grandiosidade do Nos Summer Opening’, situou o apoio financeiro da autarquia em 14.500 euros, além do apoio logístico, e justificou esse apoio com o entretenimento que proporciona no Verão, com a oportunidade de os madeirenses terem acesso a concertos de artistas que, de outro modo, para verem ao vivo, só se se deslocassem para fora da Madeira. A promoção da cidade do Funchal é outra razão que importa para a CMF apostar no evento, tendo tido um feedback internacional muito positivo, destacou. “É uma forma de promover a cidade”. A dinamização da economia local foi, por outro lado, considerada pelo edil como muito importante. “Estes são os factores que nos levam a apoiar o Nos Summer Opening”, e além disso, a dar apoio e oportunidade às bandas regionais de terem também um palco, no Parque de Santa Catarina, “com as noites fantásticas que temos”, e a paisagem do Funchal em fundo.