Rubina Leal quer criar ‘via rápida’na CMF para licenciamentos e reabilitação urbana

Foto DR.

Rubina Leal, candidata do PSD à Câmara Municipal do Funchal, defendeu esta sexta-feira a “criação de uma via rápida para o licenciamento de habitações e para a reabilitação da cidade”, lamentando que, passados quatro anos, o atual executivo camarário não tenha dado seguimento ao Plano Diretor Municipal (PDM).

“A reabilitação urbana é determinante para a segurança e para a imagem de nossa cidade. É fundamental que o PDM seja aprovado”, disse, lembrando que apesar de o PDM estar concluído, e em condições de ir a discussão pública desde 2013, ainda não teve qualquer desenvolvimento.

Defendendo processos de licenciamento mais céleres, a candidata à Câmara do Funchal, propõe um reforço no Gabinete Técnico para as zonas altas da cidade com mais recursos humanos. Uma proposta apresentada durante a iniciativa ‘Encontros com a Cidade, com o tema ‘Ordenamento do Território’, que decorreu na Quinta Estação, no Pico dos Barcelos.

“É fundamental que o Gabinete das Zonas Altas continue trabalho que fez durante longos anos, que foi apoiar as pessoas no licenciamento das habitações, ajudando nos projetos de arquitectura e no licenciamento das habitações, daí que pretendemos reforçar este gabinete de modo a que se possa ajudar todas as nossas freguesias e sobretudo as zonas altas da cidade” sublinhou.

Rubina Leal não esqueceu a questão dos emigrantes no que respeita à celeridade dos licenciamentos.

“Também é importante criar uma via rápida para os nossos emigrantes. Muitas vezes, os nossos emigrantes vêm ao Funchal uma vez por ano, e é importante que lhes seja dado um espaço e um tratamento especial, para que possam licenciar as suas habitações e os seus espaços comerciais, que são essenciais para o desenvolvimento económico da nossa cidade”, concluiu.