Veja uma seleção de fotos da cerimónia de abertura do desporto escolar

Fotos DR.

Ontem à noite o estádio dos Barreiros encheu para a cerimónia de abertura dos Jogos Escolares 2017.

“Os sonhos de zarco” foi o título proposto para a cerimónia de abertura da Festa do Desporto Escolar.

Comemorando os 600 anos da descoberta da Madeira

I – Fundamentação do tema

“Os sonhos de Zarco” é o título que propomos para a inspiração de mais um ano de desporto escolar, onde o movimento, a cor, a alegria irão servir de motor, de estímulo a alunos, professores e a comunidade educativa em geral, para que, em conjunto com as demais componentes educativas, possamos concretizar os grandes objetivos do ensino, ao longo de mais um ano escolar.

Porquê este título?

Estamos quase nos 600 anos da descoberta da madeira! Data comemorável para todos! Data que nos obriga a refletir e que também nos permite dar largas à imaginação, correr na linha do tempo para nos aproximarmos dos grandes heróis do mar que foram Homens e Mulheres que souberam seguir adiante, perante os grandes desafios da Vida;

Descobrir os sonhos de Zarco e perceber os percursos e resultados dos mesmos até aos dias de hoje;

Descobrir que afinal, tal como Zarco e os grandes descobridores, cada um de nós tem acesso a essa ferramenta tão importante que nos distingue dos irracionais: a arte de pensar, de sonhar, de ter ideais!

Trazer Zarco ao nosso convívio 600 anos depois e descobrir que outros mares e oceanos se nos apresentam como desafios que nos convidam a continuar a sonhar para outros patamares de conquistas e alegrias tal qual acontecera com o grande herói.

O Desporto Escolar, na sua oferta diversificada de educar, fora do contexto de sala de aula, permitirá a cada participante a descoberta dos seus próprios talentos. Entre jogos e escaladas, corridas e mergulhos, entre serras e mares, praças e ruas, no campo e nas cidades, convidaremos a cada uma das crianças e jovens a serem pequenos Zarcos na descoberta de si mesmos, na conquista das suas próprias capacidades. É importante tudo isto? Sim! Os alunos de hoje são os potenciais cidadãos, futuros dirigentes, médicos, agricultores, pais, amigos, os futuros construtores de uma terra boa e pacificada.

É esta a grande oferta do Desporto escolar ao longo do ano letivo 2016-17 e que, num culminar das imensas atividades, irá oferecer um espetáculo gímnico na cerimónia de abertura da grande festa do Desporto escolar, no final do ano letivo, cuja sinopse apresentamos:

“Na linha do tempo a partir dos sonhos de Zarco, encontramos os heróis do mar, que abrindo portas, tornaram-se em autênticos campeões registando de forma indelével na História da Humanidade novas possibilidades para o progresso; Sonhar é preciso.”

Sinopse da apresentação gímnica e teatral em grande dimensão

1º Ato – Heróis do Mar – Herói é uma pessoa que sonha e segue adiante.

Descobrir que numa época em que não existiam Ipads, internet, telemóveis, computadores, comunicação virtual, era permitido sonhar e avançar mesmo que os sonhos fossem povoados por temores, inseguranças, dando resposta às ansiedades próprias que nos atiram ao progresso; Os “pokemones” ainda não eram necessários já que se podia brincar com galinhas reais; O amor sempre existiu e moveu o mundo: Machim e Ana de Arfet, elementos importantes de uma grande descoberta. O que faz de nós um herói? Vamos à descoberta….

2º Ato – Na linha do tempo – tudo acontece

Transcrevemos as palavras de José Eduardo Franco, tiradas no prefácio do livro “Descobrimento da Ilha da Madeira”, que vai ao encontro da ideia principal deste segundo ato:

“ (…) Portugal é o país que tem a história mais longa de experiência global como protagonista e como agente do processo da globalização, no quadro do seu duplo movimento expansionista de horizonte planetário iniciado há 6 séculos: o primeiro movimento é da continuação da cruzada medieval, estendendo-se pelo Norte de África(…); o segundo, esse de perfil moderno, de expansão marítima de desbravamento de novas rotas oceânicas intercontinentais nos imensos mares desconhecidos inaugurado com a descoberta da Madeira em 1419.”

Este ato, “Na linha do tempo” irá refletir o processo progressivo da história do mundo em que Portugal faz história que se refletirá até os dias de hoje. A relação entre os povos, a globalização…

II PLANO REGIONAL CONTRA A VIOLENCIA DOMESTICA- 20015/2019

Adesão à campanha contra a violência no namoro – “Que queres?”

3º Ato – Sonhar é preciso

Sonhar, acreditar e fazer o que está correto… Novas exigências surgem na vida de cada Ser. Novos desafios, para além do mar… para além do espaço exterior que nos rodeia. O desafio da sua própria pacificação navegando no interior do Eu, em prol da felicidade.

Jovem, que queres? Que escolhes? Que fazes? Que aceitas? Eis as questões que deverás responder para a realização dos teus sonhos…

Continuar a obra do herói descobrindo as capacidades de cada um para fazer mais e melhor em prol de um mundo pacificado.