Alemanha encerra Consulado na Madeira e Cônsul Honorário cessa funções de 20 anos

SONY DSC
O Cônsul Honorário Ricardo Dumont dos Santos, à esquerda, recebeu uma distinção da Associação Internacional de Bombeiros, das mãos de Herbert Wieden, no dia em que cessa funções ao fim de 20 anos. Foto Rui Marote

O Consulado da República Federal da Alemanha na Madeira fechou hoje, oficialmente, as portas e uma atividade de 140 anos, apesar das instalações, no Largo do Phelps, 6 1º andar, onde passa a funcionar um centro de negócios, continuarem acessíveis à comunidade germânica para eventuais assuntos que, de alguma forma, possam estar relacionados com a atividade consular. Mas em termos oficiais, hoje é mesmo o último dia.

O momento em que o Cônsul Honorário Ricardo Dumont dos Santos cessa funções, após 20 anos de atividade consular, foi assinalado com uma condecoração, pela Associação Internacional de Bombeiros, com sede em Berlim, a terceira do género atribuída pela instituição e dirigida a figuras pelo empenho e cooperação em diferentes países.

Indefinição para o futuro

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Ontem, ainda era visível a identificação como sede consular. Foto Rui Marote
SONY DSC
Hoje, já foi retirada a placa. Foto Rui Marote

Embora desconhecendo-se o futuro da atividade consular na Região, na componente oficial, o encerramento poderá ser apontado como temporário até que que sejam definidas estratégias de futuro para corresponder às centenas de alemães que hoje vivem na Madeira e que naturalmente terão assuntos a tratar com a representação do seu País na ilha e que, a não haver serviços na Região, terão forçosamente que se deslocar a Lisboa.

Privilégio por ter servido

O Cônsul Honorário expressa o seu privilégio por “ter servido e contribuído para o bom entendimento entre os dois países, República Federal da Alemanha e República Portuguesa, com o sentimento do dever cumprido”, agradecendo “a todos os colegas do corpo consular e entidades oficiais pela excelente cooperação, amizade pessoal e apoio institucional, que tem recebido durante estes largos anos”.

Grande investimento no Porto Santo

Ricardo Dumont dos Santos refere ainda que o escritório onde se encontrava a sede consular continuará aberto, agora mais no âmbito de um centro de negócios e consultadoria internacional, mostrando disponibilidade “para prestar quaisquer esclarecimento”, sublinhando que esta nova fase representa novos desafios, onde se incluem projetos no âmbito da sua atividade empresarial, entre eles está no horizonte um grande investimento no Porto Santo, sem avançar pormenores obedecendo ao princípio de que “o segredo é a alma do negócio”.

Assinalada geminação Funchal/Leichlingen

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O Consulado da Alemanha termina uma atividade de 140 anos na Madeira. Foto Rui Marote

No momento da condecoração, feita pelo empresário alemão Herbert Wieden, com ligações à Associação Internacional de Bombeiros, este referiu o trabalho desenvolvido pelo Cônsul Honorário, que agora cessa funções, como importante na prossecução dos objetivos de cooperação entre os dois Países e, numa referência particular, à geminação entre as cidades do Funchal e Leichlingen, processo que em muito fez aproximar as duas comunidades e que, também neste dia, foi assinalado com a entrega de uma distinção, em ouro, que representa o reconhecimento do empenho nesta geminação.

Neste momento em que terminam as funções de caráter consular e surgem novos desafios de âmbito empresarial, Dumont dos Santos ouviu elogios da parte de Herbert Wieden, referindo a importância, a par do relacionamento que teve a ver com a atividade entre os dois países, de uma componente relacionada “com a amizade, que deve ser preservada para sempre”.