Encerramento de estrada sem aviso prévio “é falta de respeito pelas gentes do Porto da Cruz”, acusa a Câmara de Machico

Porto da Cruz
O Governo decidiu encerrar a ER 110 no Porto da Cruz mas a Câmara de Machico diz que a inexistência de aviso prévio revela “falta de respeito pelas gentes”.

A Câmara Municipal de Machico afirma, em comunicado, “repudiar o facto de o Governo Regional ter, mais uma vez, encerrado a estrada de acesso à freguesia do Porto da Cruz, na zona do cemitério local”.

A autarquia liderada por Ricardo Franco considera que “apesar de ser uma estrada regional, a autarquia denuncia que o encerramento, sem aviso prévio, denota uma falta de respeito gritante pelas gentes do Porto da Cruz e de quem as representa, pois não foi feita qualquer comunicação à Câmara Municipal de Machico”.

Esta atitude, diz A mesama nota, “é altamente lesiva para a população do Porto da Cruz, prejudica gravemente o desenvolvimento da freguesia, nomeadamente em termos turísticos”.

A Direção Regional de Estradas decidiu, ontem, encerrar a ER 110, nas imediações do cemitério, alegando que os níveis de pluviosidade dos últimos dias obrigaram a esta tomada de posição para segurança dos utentes daquela via.

O acesso ao centro do Porto da Cruz continua a ser feito pela Viaexpresso.