Estepilha, a desratização chegou ao CDS…

Rui Marote

O Estepilha sabe que o CDS-Madeira atravessa um mau momento, marcado por expulsões e processos disciplinares a militantes.
Depois de uma conturbada eleição de substituição do secretário geral, o CDS tenta arrumar a casa, mas sem fim à vista.
Com eleições à porta, os centristas não têm candidatos anunciados para Machico, Porto Santo, Porto Moniz e nalguns concelhos as candidaturas não estão classificadas.
Rui Barreto foi o primeiro de todos os candidatos a dar o rosto pelo Funchal.
Já em Dezembro de 2016, surgiu a imagem de Rui Barreto por todos os cantos da cidade a assumir a candidatura à Câmara do Funchal.
Até este momento, o líder parlamentar é um homem só ao leme do barco; falta-lhe a tripulação para poder navegar.
O partido por dentro é um “Lego” com as peixeiradas no facebook e com Lopes da Fonseca a não ter mão numa casa em que todos ralham com denúncias de privilégios (avenças) não aceites pela maioria dos militantes.
O novo secretário geral quer pôr a casa em ordem mas os” tubarões” do  partido vão esvaziando os poderes da secretaria geral.
Estepilha, esta manhã surgiu na Rua da Carreira em frente à sede dos centristas uma placa colocada pela edilidade de Cafôfo – Zona em Desratização – até 15 de Maio. Até lá, vamos saber se as “ratazanas” do CDS enterram os machados de guerra. O inimigo está cá fora e não desejamos que o CDS volte a ser o partido do Táxi ou do Tuk Tuk… !!!