Festa da Flor promete mais glamour com desfile de 400 veículos clássicos

O secretário Eduardo Jesus participou no desfile do ano passado, preferindo um modelo de duas rodas. Foto: madeira.gov

O programa da Festa da Flor deste ano, que decorre de 4 a 21 de maio, volta a apostar na diversidade e na criatividade. E porque a dimensão vintage fica sempre bem neste ramalhete, onde se misturam a cultura e as belezas naturais da ilha, haverá desfile de carros e motociclos antigos a 14 de maio.

Será no domingo seguinte ao do Cortejo da Flor e segue o mesmo itinerário, com início na Praça da Autonomia, passando depois pela Avenida do Mar e das Comunidades Madeirenses (faixa sul) até à Rotunda Francisco Sá Carneiro, Avenida Francisco Sá Carneiro, terminando na Rotunda do Porto do Funchal.

Para já, estão 400 veículos inscritos, entre eles 150 motociclos que irão circular aos pares. Trata-se do “Madeira Auto Parade”, um certame que promete aliar a beleza dos modelos motorizados vintage à elegância dos trajes inspirados nas flores da Madeira.

O cortejo está marcado para as 16h00, numa organização da Direção Regional do Turismo em parceria com a Associação The Classic Motor Exhibition – ACME e o Clube Carocha da Madeira.

O desfile tem por objetivo juntar o glamour dos automóveis e das motas clássicas às flores da Madeira, integrando uma das maiores exposições e Concurso de Restauro e Elegância a título nacional, numa oportunidade única para admirar alguns dos melhores veículos e peças automobilísticas.

O “Madeira Auto Parade” recupera o desfile que era realizado nas décadas de 1980 e 1990, na cidade do Funchal, e para o qual a organização espera contar com o envolvimento da população.

Funchal celebra maio florido

A edição deste ano da Festa da Flor conta com um programa de 18 dias de animação, desfiles e espetáculos. Tudo em nome das flores e do imaginário que a elas está associado. Quer numa toalha bordada, quer num tapete floral ou num vaso de orquídeas, a profunda relação entre as gentes da ilha, as flores e a primavera será homenageada de diversas formas, e por um período mais longo, este ano.

Aproveitando as belezas naturais do “mês das flores”, o programa prolonga os festejos no centro da cidade por três fins de semana seguidos, prometendo maravilhar locais e forasteiros.

O evento é da responsabilidade do Turismo da Madeira e vai ter lugar em diversos pontos da cidade, criando novas centralidades e pontos de interesse, promovendo a Região através da botânica e da cultura.

A placa central da Avenida Arriaga volta a ser palco privilegiado de várias expressões genuínas populares, com destaque para o artesanato e o folclore. Aqui, serão construídos os célebres tapetes florais e poder-se-á ainda admirar as charolas de flores que embelezarão todo o recinto, sempre na companhia de figurantes trajados de flor e de muita música.

A Avenida Arriaga receberá ainda o habitual Mercado das Flores, espaço que permite dar a conhecer ao público as inúmeras espécies florais e decorativas, bem como a sua aquisição quer pelos visitantes, quer pela população local, num ambiente pitoresco e tradicional.

Na Praça do Povo, terá lugar a tradicional Exposição da Flor, um evento com origem nos anos cinquenta do século passado, no antigo Ateneu Comercial do Funchal. O certame dará a conhecer exemplares dos mais variados tipos de flores produzidas em toda a Madeira, desenvolvidos com todo o carinho e dedicação pelos seus cultivadores. As flores em exposição são avaliadas nas suas diversas categorias e distinguidas as melhores por um júri especializado.

A Praça do Povo será igualmente cenário de alguns workshops e mostras de artesanato.

Cortejo da Flor a 7 de maio

foto tirada do site visitmadeira

Pontos altos das comemorações, a construção do Muro da Esperança pelas crianças e o grande cortejo alegórico da flor estão marcados para 6 e 7 de maio, no Largo do Município e Avenida do Mar, respetivamente. Dois eventos de grande carga simbólica e já estruturantes deste cartaz truístico e cultural, desde 1979.

Com início agendado para as 16 horas do domingo, 7 de maio, o desfile pauta-se pela sumptuosidade dos carros alegóricos e dos trajes de centenas de figurantes, na maioria crianças, adornados com variadas e magníficas espécies florais, desfilando ao som de alegres temas musicais.

A 21 de maio, as festas encerram com o concerto “O Som das Flores”.