Edgar Silva aponta o dedo à Porto Santo Line, Eduardo Jesus acusa-o de não saber interpretar uma factura

Foto Rui Marote

O dirigente e deputado comunista Edgar Silva protagonizou esta manhã um ataque à empresa Porto Santo Line, concessionária das ligações entre aquela ilha e a Madeira, e ao Governo Regional. Supostamente, haveria significativas diferenças entre diversas situações de preços de transportes de mercadorias, consubstanciadas em documentos que o deputado comunista exibiu enquanto tecia fortes acusações. Miguel Albuquerque reconheceu que, a serem verdadeiras as alegações do parlamentar de esquerda, as mesmas configurariam uma situação grave, e que exigiria análise… mas pouco depois levantou-se Eduardo Jesus para desmentir quaisquer irregularidades, e responder a Edgar Silva acusando-o de não saber interpretar facturas, o que, considerou, “é o mínimo que se exige”.

Edgar Silva reagiu com indignação, mas acabaria por ser o presidente do parlamento, Tranquada Gomes, a acabar com a discussão, ao afirmar que o parlamento disponibilizaria, se necessário, cópias dos documentos apresentados por Edgar Silva aos restantes deputados, para que “tirassem, cada um, as suas próprias conclusões”.