Funchal recebe dois galardões do Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade

Foto: Rui Marote
Foto: Rui Marote

A Câmara Municipal do Funchal recebeu esta tarde dois prémios do Instituto Cidades e Vilas com Mobilidade (ICVM).

O presidente da autarquia, Paulo Cafôfo, presidiu à cerimónia de entrega dos galardões, o primeiro referente ao Certificado de Acessibilidade de Espaço Urbano (Itinerário Turístico Acessível do Funchal) e o segundo é a bandeira referente ao projecto em rede “Cidades de Excelência”, no qual, o Funchal é dos primeiros 10 municípios do país a ostentar o galardão.

Foto: Rui Marote
Foto: Rui Marote

Na ocasião, Paula Teles, presidente do ICVM, destacou a forma como o Funchal tem desenvolvido um trabalho exemplar em matéria de cidades sustentáveis, “a entrega deste certificado tem a ver com um projecto que foi agora lançado que é a criação de algumas rotas turísticas acessíveis em Portugal e nas ilhas. O objectivo é que o turista entre no site www.visitportugal.com e possa ver quais são os sítios que podem circular pessoas com mobilidade reduzida.  O Funchal conseguiu ter algumas rotas que foram consideradas pelos técnicos do Instituto com percursos aceitáveis e daqui a dois anos havemos de estar cá para fazer a avaliação dessa rota”, explicou.

Relativamente, ao projecto em rede “Cidades de Excelência” Rui Silva, coordenador do projecto referiu que a Câmara do Funchal apresentou um bom trabalho no que diz respeito às acessibilidades e ao turismo.

Foto: Rui Marote
Foto: Rui Marote

Por seu turno, Paulo Cafôfo, agradeceu os prémios, contudo, ressalvou que há muito ainda por fazer em matéria de acessibilidade na cidade do Funchal.

“Estas distinções são motivo de orgulho, de honra, de responsabilidade porque o trabalho que temos de fazer no âmbito destas questões das acessibilidades não termina de maneira nenhuma aqui. O Funchal está na vanguarda das cidades que se preocupam com as acessibilidades, mas temos ainda muito trabalho pela frente para dar seguimento aquilo que são políticas que interferem na vida dos cidadãos”, no sentido de poder melhorar a vida dos mesmos.

Fotos: Rui Marote
Fotos: Rui Marote

Paulo Cafôfo destacou ainda que o Funchal “é uma cidade que é feita para todos, não podemos ter aqui uma cidade que seja cercada, fechada e armadilhada para os nossos cidadãos e isto faz-se não só para as pessoas portadoras de deficiência mas para todos os cidadãos”, concluiu.