Novo Hospital: As reflexões de um projetista

novo-hospital1
O projeto para os terrenos na Prebel.

A empresa ‘Placar-Projetos, Ordenamentos e Informação Lda.’ tornou hoje pública uma reflexão sobre o novo Hospital que aqui reproduzimos:

“Ontem na Assembleia Regional falou-se do futuro do Hospital do Funchal, dos custos associados à obra e da localização escolhida.

O Presidente disse que o programa, a escolha do local e os custos da obra foram feitos por técnicos credenciados.

novo-hospital2Era importante sabermos quem foram para podermos colocar algumas perguntas, tais como:

1. Porque é que o programa contraria o POTRAM – Plano de Ordenamento do Território da RAM?

2. Porque escolheram um local que o PDM do Funchal – 1997 – destinou a habitação de baixa densidade não adequado a construções com grandes volumetrias e impactos paisagísticos?

3. Não seria mais adequado que a escolha do terreno nasça da revisão do POTRAM e do PDM do Funchal?

4. Não será necessário e obrigatório elaborar um Plano de Urbanização para resolver todas as questões e impactos urbanos e paisagísticas que uma construção desta dimensão sempre cria?

novo-hospital35. Não será melhor e obrigatório, lançar um novo concurso público de arquitectura, já que a alteração do programa já foi anunciado?

6. Não será mais adequado, procurar um terreno com menor declive, com boas características geológicas, boa exposição solar e boa capacidade de integração paisagística para baixar custos de construção e mesmo de manutenção?

novo-hospital4Fica aqui a nossa reflexão e algumas imagens de uma sugestão para um Hospital no terreno da PREBEL com um custo de obra na ordem dos 150 a 200 milhões de euros em vez dos 340 milhões previstos para Santa Rita”.