Novo Hospital: Quem espera, desespera…

novo-hospital
Ilustração, José Alves.

Estão todos de acordo sobre a construção de um novo hospital para a Madeira.

O problema é que ninguém quer pagar a conta.

Entre a burocracia necessária para levar por diante um projeto de tamanha envergadura, os políticos trocam acusações.

Uns dizem que fizeram o trabalho de casa todo certinho, outros chamam a si os louros de pequenas vitórias reivindicativas.

Já sabemos que, neste e noutros casos, a conta sobra sempre para o contribuinte. Resta acertar que fatia do bolo cabe ao contribuinte europeu, ao contribuinte nacional e ao contribuinte madeirense.

Entendam-se porque o ditado popular “a saúde não tem preço” não é bem assim quando chegam as faturas por pagar.