Ossadas descobertas no Arco da Calheta

arco-calheta
O homem que descobriu as ossadas, José Abreu. Foto Rádio Calheta.

Foram ontem descobertas ossadas humanas no Sítio da Chada, Rochão, Arco da Calheta. O achado aconteceu numa zona de difícil acesso recentemente devastada pelos incêndios.

Segundo noticiou ontem a Rádio Calheta, aparentemente, trata-se da mulher que se encontrava desaparecida desde 9 de Junho de 2015, de seu nome Laura dos Santos Jardim, de 67 anos, doente de Alzheimer.

Segundo a mesma fonte, para além de um tecido vermelho e de um pouco de cabelo, junto às ossadas estavam várias peças de ourivesaria que pertenciam à mulher madeirense mas dupla nacionalidade (Espanha-Galiza).

As ossadas foram removidas para o Instituto Médico-Legal do Funchal.